MAGNESIUM MALATE 1000 MG – 180 COMPRIMIDOS – NOW

28.80 IVA inc.

Magnesium Malate é um suplemento que auxilia na produção da energia do metabolismo, contração muscular e ajuda na mineralização óssea.

– Aliviar dores musculares
– Complemento do tratamento para o alívio da fibromialgia

REF: 733739013002 Categorias: ,

Descrição

Fadiga muscular

Quelato de Magnésio com Ácido Málico (min. 60%)
Magnésio contribui para o metabolismo produtor de energia
Funcionamento Nervoso, Muscular e Função psicológica
Manutenção de ossos e dentes

O malato de Magnésio é constituído por uma molécula de Ácido Málico à qual se ligam duas moléculas de Magnésio e constitui uma excelente fonte de Magnésio e de Ácido Málico, com uma biodisponibilidade elevada. Além disso, como o malato não reage com os ácidos gástricos, não perturba o funcionamento do Sistema Digestivo, como pode por vezes acontecer com outras formas de Magnésio.

O Magnésio encontra-se em quantidades significativas em todo o corpo e é utilizado em inúmeras reações, incluindo o relaxamento muscular, a coagulação sanguínea e a produção de ATP, a principal molécula de energia do organismo. Esta é produzida no decurso do ciclo de Krebs, o principal ciclo bioquímico da produção de energia nas mitocôndrias celulares. O Ácido Málico, um constituinte natural de inúmeros frutos e legumes, pertence ao grupo dos alfahidroxiácidos. É igualmente sintetizado no organismo no ciclo de Krebs e está também ele implicado na produção de energia.

A acumulação de alumínio nos tecidos nervosos tem sido apontada como provável causa de problemas graves como o aparecimento de patologias como a doença de Alzheimer ou a doença de Parkinson. No Cérebro, o alumínio pode destruir a estrutura dos neurónios, dificultando a sua nutrição, extraindo o Magnésio da tubulina, uma glicoproteína responsável pelo fabrico dos microtúbulos indispensáveis à sua necessária rigidez. Um consumo cronicamente fraco de Magnésio está associado a um aumento dos níveis de acumulações tóxicas de alumínio, destruidoras dos microtúbulos. Parece que o Ácido Málico atravessa facilmente a barreira hematoencefálica e pode ligar-se ao alumínio no Cérebro, evitando assim uma acumulação indesejável deste metal.

Encontram-se deficiências relativas em Magnésio e em Ácido Málico na Fibromialgia, uma doença corrente que afeta principalmente mulheres com mais de cinquenta anos.
Alguns estudos têm mostrado que a toma de malato de magnésio pode ajudar no alívio dos sintomas desta doença; surgindo melhorias da mialgia. O Magnésio é útil no normal funcionamento nervoso e muscular, assim como metabolismo produtor de energia pelo que é um nutriente cujo aporte deve ser garantido perante síndromes como o referido.

Ingredientes
Outros ingredientes: Hidroxipropilcelulose, ácido esteárico (origem vegetal), croscarmelose sódica, estearato de magnésio (origem vegetal), dióxido de silício e revestimento vegetariano. Produzido sem: Trigo, glúten, peixe e marisco. Isento de: leite e derivados, soja, ovo e frutos de casca rija.

Composição
Por 1 comprimido:

Magnésio (a partir de 1000 mg Magnésio Malato) – 115 mg (31% VRN)

Modo De Utilização
Tomar 1 comprimido, 2 vezes por dia, de preferência com as refeições.